sexta-feira, 31 de maio de 2013

Esperando Aviões

Vander Lee
Meus olhos te viram triste
Olhando pro infinito
Tentando ouvir o som do próprio grito
E o louco que ainda me resta
Só quis te levar pra festa
Você me amou de um jeito tão aflito

Que eu queria poder te dizer sem palavras
Eu queria poder te cantar sem canções
Eu queria viver morrendo em sua teia
Seu sangue correndo em minha veia
Seu cheiro morando em meus pulmões

Cada dia que passo sem sua presença
Sou um presidiário cumprindo sentença
Sou um velho diário perdido na areia
Esperando que você me leia
Sou pista vazia esperando aviões

Sou o lamento no canto da sereia
Esperando o naufrágio das embarcações


 http://www.vagalume.com.br/vander-lee/esperando-avioes.html#ixzz2Uve7euas

domingo, 28 de abril de 2013

Sem saída

"Se tiver de me esquecer, me esqueça. Mas bem devagarinho."

Mário Quintana

segunda-feira, 15 de abril de 2013

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Fernando Pessoa


"É fácil trocar as palavras,
Difícil é interpretar os silêncios!
É fácil caminhar lado a lado,
Difícil é saber como se encontrar!

É fácil beijar o rosto,
Difícil é chegar ao coração!
É fácil apertar as mãos,
Difícil é reter o calor!
É fácil sentir o amor,
Difícil é conter sua torrente!

Como é por dentro outra pessoa?
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo."


http://pensador.uol.com.br/frase/MjY2MjYw/

sábado, 30 de março de 2013

Os sinais da Páscoa



Páscoa significa passagem, ou agradecimento por um caminho de libertação percorrido. Já no Antigo Testamento isto estava muito presente na vida do Povo de Deus. A Páscoa era sinalizada por diversas passagens: da Caldeia para Canaã, daí para o Egito e, do Egito, para a Terra Prometida, atravessando o Mar Vermelho e o Deserto. Todas foram marcas de libertação.
Hoje, o grande sinal da Páscoa é a ressurreição de Jesus Cristo, o milagre da vida, realizando a grande aliança de Deus com seu povo, sinalizando a passagem do Antigo para o Novo Testamento. Após a morte de Cristo e seu sepultamento, os discípulos encontraram o sepulcro vazio, sinal “ainda duvidoso” de ressurreição, que foi confirmado mais tarde com as aparições, tornando fonte de fé para os cristãos.
Para entender os sinais do mistério da ressurreição é preciso acompanhar os primeiros tempos da Igreja. É fundamental compreender a Sagrada Escritura para entender o fato da morte gerar vida. Não é necessário ver para crer, mas o amor conduz o discípulo a ter fé no Cristo ressuscitado.
As cenas da Semana Santa continuam acontecendo ainda hoje. Elas reavivam em nós o caminho da Paixão de Cristo e nos lembram dos sofrimentos de tantas pessoas nas diversas faixas etárias e situações do momento. Além da pobreza vivida por muitos, temos as doenças, a violência no trânsito, nas afrontas à vida etc.
Os sinais da ressurreição estão presentes na sociedade hodierna. Eles podem ser vistos naqueles que conseguem vencer na vida, saindo de uma situação de sofrimento para uma vida mais saudável. Isto acontece tanto na condição física como também na via espiritual, no caminho de encontro com Jesus Cristo e na convivência  comunitária.
Quem faz a experiência da ressurreição, na prática da vida cristã, deve ter uma nova conduta de vida e passar a olhar e cuidar também das coisas do alto, sobrenaturais e dimensões divinas. Digo isto porque nossa vida é regida pela vitória de Cristo na cruz. Desejo uma Feliz Páscoa para todos os leitores.

Dom Paulo Mendes Peixoto
Arcebispo de Uberaba.

http://catequeseebiblia.blogspot.com.br/2013/03/os-sinais-da-pascoa.html

quarta-feira, 20 de março de 2013

Leandro Leite Leocadio

SEM PALAVRAS


Que ninguém seja contra
A que vou dizer,
Mesmo eu sendo um cabeça-de-bagre.
Que ninguém seja contra
A que vou falar,
Mas santo de casa não faz milagre.

(...)    

  
  Leandro Leite Leocadio (20 de março de 1975) é uma das grandes revelações da nova ficção brasileira. Notável contista, é um verdadeiro expoente deste difícil, mas desafiador, gênero. Suas histórias – curtas, sintéticas, precisas – vão ao ponto, retratando-nos não apenas o clima emocional da classe média brasileira, mas mergulhando fundo na condição humana.


      Poeta, contista, ilustrador e cartunista. Teve uma infância multirregional, tendo vivido no Rio de Janeiro, em São Paulo e Natal, capital do Rio Grande do Norte. Nunca frequentou qualquer escola de arte, tendo começado a desenhar e escrever por iniciativa própria desde tenra idade. Em 1993, no Centro Cultural São Paulo, realizou sua primeira exposição de cartuns a nanquim, aquarela e guache na H.Q. Brasil da ABRA, Academia Brasileira de Artes, tendo exposto, também, em 1995, na II H.Q. Brasil, promovida pela mesma instituição.
Formado em direito, foi colaborador de O Pasquim 21 – jornal dirigido por Ziraldo –, vindo a escrever para diversos sites, jornais e revistas.




http://www.mensa.org.br/pag.php?p=89


Menotti Del Picchia

Paulo Menotti Del Picchia  
(São Paulo, 20 de março de 1892 — São Paulo, 23 de agosto de 1988) foi um poetajornalistatabeliãoadvogado, político, romancista, cronista, pintor e ensaísta brasileiro



Escritor e poeta que participou ativamente do movimento modernista brasileiro. Autor de “Juca Mulato”, livro que vendeu mais de 40 milhões de exemplares só no Brasil. 


O coração da gente é como uma casa  que não pode ficar vazia.
Menotti del Picchia

Saiba mais em http://www.casamenotti.com.br/

segunda-feira, 18 de março de 2013

Nino Miraldi

Amigos e visitantes conheçam e divulguem:

http://ninomiraldi.blogspot.com.br/ 

Bjs




sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

GALILEU GALILEI



" Não se pode ensinar alguma coisa a um homem; apenas ajudá-lo a encontrá-lo dentro de si mesmo."

Galileu Galilei, físico e astrônomo, nasceu na cidade de Pisa, Itália, no dia 15 de fevereiro de 1564. Em 1574, é enviado ao Monastério de Santa Maria de Vallombrosa, até que, em 1581, seu pai o matriculou como estudante de medicina na Universidade de Pisa, mas, depois de ter-se iniciado em matemática, astronomia e física por conta própria, abandona o curso de medicina. É considerado um dos fundadores do método experimental e da ciência moderna. 


Aguardem próximo post.



segunda-feira, 21 de janeiro de 2013


“À medida que o amor cresce em você, a beleza também cresce, pois o amor é a beleza da alma.” (Santo Agostinho)